quarta-feira, 10 de setembro de 2014

EM 2013, BOLSONARO APRESENTOU PROJETO DE LEI TORNANDO HEDIONDO O CRIME PASSIONAL, INDEPENDENTEMENTE DE SUA NATUREZA SEXUAL: ONDE ESTÁ O PRECONCEITO MAIS UMA VEZ?


Segundo estatísticas, cerca de 50 mil assassinatos são cometidos por ano no Brasil e, 10% acontecem por motivos passionais.

A cada 10 assassinatos por motivos passionais, 7 são cometidos por homens.

A demagogia dos grupos LGBTs é quebrada quando tentam criar leis específicas para se transformarem numa super classe. Todos somos iguais perante a lei e, neste caso, a quantidade de mulheres heterossexuais mortas por homens é infinitamente maior do que provenientes de relações homossexuais, o que por si só já justificaria a criação de legislação para defender a mulher anteriormente do que defender o homossexual. Mesmo assim fomos além, com propostas que priorizam o combate a um problema real que assola nosso país. Desenvolvemos projeto em defesa de todos os cidadãos, independentemente de sua opção sexual, pois qualquer ser humano desprovido de maldade e intenções políticas demagogas sabe que quando homossexual mata homossexual, não há homofobia , mas, possivelmente, um crime passional a ser investigado.


Combater a covardia de crimes cometidos por motivações passionais faz-se necessário para o verdadeiro enfrentamento ao cometimento de crimes no Brasil.


< Veja o projeto de lei 5242/13: http://goo.gl/LCJpfc

< Bolsonaro e Clodovil: Cadê a homofobia?: http://goo.gl/AZkcLI

Atenciosamente,

Jair Bolsonaro (Deputado Federal - RJ)

- REDES SOCIAIS:

. Facebook fanpage: Jair Messias Bolsonaro
. Twitter: @DepBolsonaro
. Instagram: @JairMessiasBolsonaro

11 comentários:

  1. Não entendo pq o chamam de preconceituoso. Ele é um pouco radical, é verdade, e não gosta de ter orgasmos atravez do orifício excretor. Defende uma coisa que eu acho muito digna: A hetero normatização, graças a certas palahaçadas, daqui um tempo será alvo de preconceito, chacota, junco. Os boiolinhas vão cair matando. Simples assim.
    E outra: Eu detesto viado e sapatão, e pior ainda: os que são gays e ofendem os heteros dizendo que são heteros também, só pq não passam de beijinhos seus relacionamentos homo-afetivos que "ninguém vê". Encontra partida, gosto e respeito de mais os homossexuais, gosto dos muitos amigos gays que tenho. (há uma linha tênue entre esses dois)
    Ele me representa.

    ResponderExcluir
  2. Ainda não engoli o PP não escolhido o Sr Jair para concorrer a presidencia. Os motivos eu desconfio. O chamam de fascista, maluco, hitler, ignorante... o que não acho. Com mais um pouco de liberalismo por assim dizer, seria o melhor presidente há anos esperado, para desfazer esse circo de patifes e fanfarrões que ai estão. Sou militante atrasado do Dr Eneas carneiro, e de uns tempos para cá, simpatizo e muito com vc com sua coragem e verdade que transparece no seu modo de agir e falar.
    Salve senhos Eneas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. justo, conhecemos Eneas muito tempo depois,mais hj temos oportunidade de ver um homem corajoso feito o tal
      e agora temos toda oportunidade de o conhece-lo

      Excluir
  3. Aprovo inteiramente o seu projeto e a lógica insonômica proposta em relação ao gênero e a orientação sexual. Contudo, ofereço reparo na "estatística". Não podemos afirmar que 10% dos 50.000 homicídios anuais ocorridos no Brasil tenham motivação passional. Sabemos que apenas 8% dos homicídios cometidos no país são elucidados e, se 10% destes (dos elucidados) são passionais, não se pode fazer uma inferência sobre a população total de homicídios, pois sabemos que quase 80% destes crimes são flagrantes. O Brasil investiga mal. Sabemos também que o crime passional é muito propenso ao flagrante, dada as circunstâncias em que ocorrem.

    ResponderExcluir
  4. Em resumo, não há como afirmar que temos 5.000 homicídios por motivação passional por ano no Brasil, mas somente que temos 10% entre os elucidados. Isto não dá mais do que 380. Já sobre os mais de 40 mil restantes, embora certamente tenhamos crimes de motivação passional, não há quantificação, já que não foram elucidados

    ResponderExcluir
  5. ♪♫Bolsonaaaaro! Bolsonaaaaro! Bolsonaaaaro! Pela honra, verdade e justiça!♪♫

    ResponderExcluir
  6. Todo o crime deve ser investigado e punido severamente, da agressão a o mais hediondo, independente do fato ter ocorrido com mulher, homem, criança, homosexual etc. A policia brasileira so investiga uma minoria, aqueles de mais repercução, e os demais ficam so no BO, e outros nem a isso chegam, em virtude do descredito da população, que não querem permanecer horas em uma delegacia so para registrar uma queixa, sabendo que essa atitude sera perda de tempo. Temos leis demais, e elas, sem atitudes severas das autoridades, não inibem os delinquentes.

    ResponderExcluir
  7. Sr Bolsonaro, o que está faltando para as forças armadas agirem no país? Da forma que está não dá.

    ResponderExcluir
  8. Eu e minha família votaremos em você com certeza!!!

    ResponderExcluir
  9. Vocês têm que fazer Leis PUNINDO O CRIME..e não quem sofreu o crime. Se uma mulher mata um homem também é CRIME HEDIONDO... se um gay mata outro, também é crime. Vamos parar com essa segregação de gêneros e classes.. BRASIL VIROU APARTHEID da África do Sul. Só que aqui a segregação não é de cor e sim de grupos e gêneros. Uma vergonha!! Sou homem..e não aceito Leis só para os outros..!?? - COMO PODE ISSO??? Isso não passa de DITADURA DE GRUPOS, disfarçada de democracia!! - PARA O MUNDO QUE EU QUERO VOLTAR À DITADURA MILITAR.. pelo que li da história, era muito melhor naquela época. Não tem nenhuma família de GENERAL ricos..como se vê nessa gentalha da política.

    ResponderExcluir
  10. Se segundo o Sr. todos são iguais perante a lei, porque apenas casais heterossexuais são considerados família?

    ResponderExcluir